Dinamarca 2018 – Primeiros Dias

Oie, amanhã faz uma semana que eu cheguei a Dinamarca, já vinha falando pra vocês a algum tempinho que faria essa viagem, e resolvi registrar um pouquinho de como foi a minha reação ao frio, e gente, é frio MESMO!

Contei bem rapidinho nesse vídeo, um pouquinho das minha impressões do frio, falei também um pouquinho sobre a política e sobre a imigração no país, o vídeo tá bem legal e será o primeiro dessa viagem, que vai contar com bastante posts legais, resenhas de produtos bacanérrimos que eu já estou garimpando por aqui, e muito mais.

Obrigada pelo carinho e companhia de sempre, espero que vocês tenham gostado, me contem aqui nos comentários, quais são as impressões de vocês sobre o país, se ficaram muito curiosos, vou mostrando pra vocês aos pouquinhos esse país que é um verdadeiro sonho, e riquíssimo culturalmente.

Um super beijo e até mais!

Anúncios

8 Itens Indispensáveis Na Mala de Inverno

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que sim!

Reza a lenda que nós brasileiros nunca passamos realmente por um inverno em terras Tupiniquins, portanto a maioria de nós não tem nem noção do que levar para um país onde a temperatura mínima pode chegar a 17º negativos, pensando nisso hoje eu trouxe pra vocês 8 itens pra você levar na mala de inverno, então prepara o chocolate quente e vem comigo. Continuar lendo “8 Itens Indispensáveis Na Mala de Inverno”

06 Dicas Para A Sua Primeira Viagem Internacional

Oie, tudo bem com vocês?

Tá todo mundo sabendo que fevereiro iria se iniciar uma série de posts sobre viagem, o #DeMalasProntas já abordou o assunto malas (se você perdeu é só clicar aqui), e hoje eu vim dar algumas dicas rápidas pra você que vai realizar a primeira viagem internacional.

1 ª Dica: Passaporte ou Identidade?

Essa é uma dica pra quem vai fazer a sua primeira viagem internacional e ainda não tem o passaporte, saiba que é possível sim, mas somente para alguns países da América do Sul; Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela compõe o grupo de países em que se pode viajar sem portar o documento de passaporte, você pode conhece-los apenas utilizando o seu RG. E isso é bom? É sim, mas saiba que o passaporte além de levar para mais localidades, é carimbado onde quer que você vá, e acredite: vistos abrem portas para as suas próximas viagens. 

Ah é muito importante lembrar que para se viajar o seu passaporte tem que estar em dia e dentro da validade, alguns países exigem que o documento tenha no mínimo 6 meses antes do vencimento.

2 ª Dica: vistos e vacinas

Pra quem não sabe, existem algumas permissões necessárias para se conhecer determinados países, os vistos são necessários em países que não tem certos “acordos” com o seu país de origem. Então pesquise bastante o destino desejado para que não haja surpresas desagradáveis no desembarque.

As vacinas também devem ser motivos de atenção, alguns países exigem o comprovante internacional de vacinas, para que seja liberada a entrada do indivíduo, e para que a estadia seja mais segura.

3 ª Dica: hora de comprar as passagens

Essa é uma dica que vale ouro, as passagens aéreas nem sempre tem valores sedutores, então pesquisar MUITO é essencial para que haja alguma economia ou presença de vantagens. A primeira dica é usar buscadores, Momondo, Google Voos, Skyscanner, Melhores Destinos e muitos outros vão lhe mostrar os mais diversos preços das agências, para aquele determinado destino. Outra dica valiosa, é para que você também confira os preços no site das companhia aéreas, eles também podem variar para mais ou para menos.

A próxima dica é: tenha flexibilidade, pode parecer uma dica boba, mas se você puder comprar as suas passagens antes de tirar férias, ou marcar as suas férias depois que comprar as passagens, você pode encontrar muitos descontos, também tenha flexibilidade nos dias e horários de viagens, dê preferência para dias e horas em que ninguém quer voar, como por exemplo sábado de manha.

Ah, em algumas companhias aéreas existe a possibilidade de parcelar o pagamento das passagens, então antes de comprar pesquise bastante para encontrar uma facilidade a mais.

4 ª Dica: como pagar mais barato no hotel?

A estadia pode ser um dos itens mais caros de uma viagem, portanto uma das melhores dicas para se economizar na hospedagem é sem dúvida a reserva antecipada, mas antecipada mesmo, tipo uns 4-6 meses antes da viagem, em alguns destinos a economia pode chegar a 20 – 25%.

Outra dica é usar buscadores online, eles também são uma excelente forma de economizar, além de ser um contato mais “direto” com o hotel, hostel, já que você poderá ter opiniões reais de pessoas que já se hospedaram naquele local, o meu favorito é o Tripadvisor, mas existem também o Trivago, Booking e muitos outros.

Mais uma vez a flexibilidade é algo que pode te ajudar a economizar muito, então pra pagar taxas mais docinhas, tenha bastante versalidade e dê preferência a baixa temporada, sempre.

5 ª Dica: esteja atento, sempre!

Essa é uma dica que é de extrema valia para todos os turistas de primeira viagem, estar atento aos horários é essencial para que não haja uma das piores coisas que se pode acontecer em uma viagem que é: perder o voo. Pode parecer algo simples, (afinal de contas é só se manter no horário), mas NÃO. Então se você é viajante iniciante, essa dica é preciosa e ela já começa no momento em que você vai escolher as suas passagens (especialmente se você quer se tornar o próximo rei ou rainha das conexões), entre um voo e outro, existe uma pausa, melhor dizendo, um tempo estipulado, onde você terá que calcular, quanto tempo chegar no local de embarque, quanto tempo passar pela imigração, se houve necessidade de um novo check-in, e nem sempre esse tempo é suficiente, já que existem os fatores fila, e tamanho do aeroporto. Portanto, queridas (os) atenção, quanto mais tempo durante essa ‘pausa’, mais suavidade e mais tranquilidade para resolver os demais assuntos relativos a sua viagem. Dê preferência para voos com no mínimo 2h:40m de conexão, assim é certeza que você vai ter tempo suficiente (inclusive caso se perca).

6 ª Dica: eu preciso mesmo de um seguro saúde?

A resposta dessa pergunta é inegavelmente sim, o seguro saúde é uma das necessidades básicas de uma viagem. Fazer um seguro saúde não significa que você vá se acidentar, ou adoecer durante o seu tão sonhado passeio, mas significa se você tiver alguma eventualidade ou urgência haverá para quem recorrer. Além do mais, existem alguns países que exigem o seguro saúde para que você receba o visto de entrada, e caso você vá para um país onde o frio é extremo, é muito bom ter essa opção independente de quanto tempo você ficará no local.

Então é isso pessoal, espero que vocês tenham gostado esse foi mais um post da nossa série #DeMalasProntas, ainda tem muita coisa boa por vir, não deixe de conferir o vídeo que eu fiz lá no youtube apresentando a mala Virgínia que eu recebi da Tonin Malas, obrigada pela companhia de sempre, e me contem aqui nos comentários quais foram as suas dicas favoritas, o que vocês acrescentariam, qual o destino da sua próxima viagem, que país você gostaria de iniciar a sua jornada.

Como Escolher A Mala Ideal

Oie, tudo bem com vocês?

Por aqui eu estou extremamente animada em fazer esse post, afinal de contas é sobre um assunto mara, e que todo mundo AMA, hoje eu vou ensinar pra vocês como escolher a mala de viagem perfeita. Em alguns dias eu vou fazer uma viagem ( ❤ ), (vou contando os detalhes mais pra frente), e aí vai rolar vídeos, posts sobre o assunto e pra iniciar com tudo a nossa série #DeMalasProntas, a gente começa com o assunto bagagem, porque pra mim toda viagem maravilhosa se inicia na escolha de uma boa mala,  que será a guardiã dos seus pertences,bora começar?!

Malas 360º ou comuns?

Essa é uma escolha que se baseia especialmente no conforto de quem vai usá-las,(lembre-se as malas, até o despache são suas companheiras, e toda facilidade de transporte, ainda é pouco). Dê preferencia para malas com rodinhas (sempre), e se elas girarem 360º é ainda melhor, isso facilita na hora de transportar as malas, que podem estar pesadas ou não, e você não precisará “tombar”, ou deitar a mala, que é um verdadeiro martírio depois de certo tempo.

ProdutoConfiguracaoGaleriaConfiguracao_722_910_orig.jpg
Marca Tonin  foto 5 Rodas

Rígidas, semi-rígidas ou de tecido?

As malas rígidas e semi-rígidas são em sua maioria fabricadas com materiais para durarem por bastante tempo, elas podem ser de policarbonato, ou polipropileno, tem a vantagem de serem mais rígidas(mais resistente) e impermeáveis, a sua desvantagem está ligada diretamente a dureza desse material, que dependendo da qualidade pode se romper, ou rachar, elas também costumam ser mais pesadas que uma mala de tecido.

Malas de tecido, são geralmente fabricadas por tecidos como nylon ou poliéster, são mais acessíveis, mas pode ter uma vida útil mais breve que as malas mais rígidas (especialmente para quem vai viajar muito em aeroportos, infelizmente os carregadores não tem o mesmo tempo e carinho com as nossas malas que os donos, isso resulta, e alças arrebentadas, rodas quebradas, amassados, e muitos outros tipos de danos).

 

Tá, e o tamanho?

Esse é um tópico do nosso post de extrema importância, caso você não saiba, a regulamentação da franquia das malas aqui no Brasil mudou, antigamente o peso das malas para voos internacionais era até de 32 kg (duas peças) e voos domésticos 23 kg (uma peça), com o fim da franquia (o que na minha opinião foi absurdo), você agora necessita pagar por fora, (algumas empresas ainda incluem o transporte das malas na sua passagem, mas não todas, mas vou falar disso melhor num próximo post), pois bem, como isso influencia o nosso tópico?

Caso esteja comprando as malas muito antes da viagem e possa investir um dinheirinho a mais, escolha kits que venham com todos os tamanhos de malas, assim, você terá opções para todas as ocasiões. Mas caso não possa, o melhor tamanho é a média, e eu lhe explico porque, com o fim da franquia você só poderá carregar duas malas de 23 kg cada em um voo internacional, isso faz com a mala média, receba tudo o que você pretende levar, sem ocupar tanto espaço, e sem pesar mais, e se o seu voo é para território nacional, você só poderá despachar uma mala de 23 kg, que também é facilmente “resolvida” com uma mala média.

12497-xl--conjunto-malas-tonin-ship-360-graus
Marca Tonin Linha Ship

Espaço interno

Primeira dica é escolha malas que possuam zíper expansível, ele vai aumentar a altura da sua mala e consequentemente aumentará também o seu espaço interno.

A segunda dica, está relacionada com a organização interna da sua mala, ou seja, como você vai arrumá-la, isso porque, existem no mercado as malas do tipo tampa, e as malas que se abrem ao meio.

Todas as minhas malas são do tipo tampa, que são aquelas que você talvez tenha que tirar quase tudo pra achar aquele item perdido, (mas pra mim isso nunca foi problema), mas existe também as que abrem ao meio, e assim você decide o que será colocado de um lado, e outro, e assim não precisa fazer um auê, na hora de encontrar aquela peça.

 

Mais cor por favor!

Pode parecer uma escolha boba, já que a grande maioria escolheria a cor mais escura, preta, ou azul escuro, mas essas escolhas são levemente preocupantes, isso porque, milhares de pessoas tem o mesmo pensamento que você, (quero uma mala discreta), e a sua mala poderá facilmente se perder entre todas aquelas outras pretas ou azuis na esteira, portanto cor é algo importante, mas se ainda assim eu não te convencer, coloque algo que faça com que a sua mala se torne única, mesmo possuindo uma cor comum, algum adesivo, ou fita colorida que lhe ajude a reconhecer seus objetos.

 

Malas com segredo, ou chave?

Na minha primeira viagem internacional, eu li coisas do arco e da velha, e uma dessas coisas era como as pessoas violavam as malas dos outros, sim, parece absurdo mas pode acontecer, vi relatos de pessoas que ao resgatarem as suas bagagens tiveram a horrenda surpresa de ter a sua mala violada, e seus itens furtados. Claro que graças a Deus isso não é regra, mas por via das dúvidas, é legal dar uma dificultada para os ladrões de plantão, afinal de contas nunca se sabem quando eles apareceram…

Pra isso você pode escolher malas que venham com segredo, aqueles iguais de cofre, ou malas com cadeado e chave já embutidos, muitos dele tem o cadeado do tipo TSA, que poderá ser aberto com uma chave mestra (caso seja necessário) sem que a sua mala sofra danos.

Mas se de tudo a mala não tiver segredo ou cadeado, não se desespere, aquela boa e velha abraçadeira de nylon pode ser uma ótima solução (sempre usei essa).

cadeado-tsa-gold
Cadeado TSA

Agora que você já sabe tudo de malas, passa lá no site da Tonin, pra conhecer todos os modelos que eles tem a oferecer (inclusive esses aqui em cima), a marca é incrível, brasileira, tecnologia de ponta, além de ter modelos exclusivos e ter preços extremamente sedutores.

Esse foi o primeiro post da nossa nova série #DeMalasProntas, fiquem ligados, que a postagem de hoje foi só a abertura, tem muita coisa legal vindo por aí, se inscreve logo pra não perder nada.

*Este post contém publicidade.